quinta-feira, agosto 16

BOCA DO LIXO





Sem nada oq fazer esses dias estava procurando fotos de anão travesti e descobri um movimento cinematográfico do cinema pornô brasileiro chamado BOCA DO LIXO que rolou intensamente na década de 80. E tb descobri que o grande astro desse movimento foi o anão Chumbinho que atuou em diversos filmes se destacando em Alucinações sexuais de um macaco que conta a história de uma mulher que trabalha em um set de filmagens de filmes pornôs. De tão tedioso que é o ofício, começa a ter sonhos eróticos com um macaco, a partir do momento que ela encontra uma roupa simiesca no seu quarto. Logo, o macaco safado entra no ritmo da putaria.

Alucinações Sexuais de um Macaco é um filme, obviamente, de pouquíssimo orçamento, com poucos cenários e elenco um tanto quanto feio (mas é claro!). Utiliza-se daquela velha fórmula de "reciclar" cenas de sexo de outros filmes da Boca do Lixo, entre as quais o Ninfetas do Sexo Ardente, do diretor Fauzi Mansur, no qual anão Chumbinho se diverte em uma festa ao Deus Baco, dentro de um cinema.

Alucinações Sexuais de um Macaco é um formidável filme da época mais marcante do sexo explícito na Boca do Lixo. Hoje em dia, o pornô nacional é em todo uma merda. Nada se igual à década de 80. É um sexo solto, sincero, desinibido, sem timidez e sem preconceitos. O povo se via nos cinemas. Cinema do povo, pelo povo e para o povo.

Anão Chumbinho, ator e sex symbol da fase explícita da Boca do Lixo, protagonizou, entre outros clássicos geniais daquela época, o Fuk Fuk à Brasileira, na qual, entre muitas das reviravoltas presentes no enredo, consegue fugir de um ataque sodômico escapando por uma privada do banheiro! No vai-e-vem dos esgotos, executa uma formidável aventura sanitária.

Se vc gostou e se interessou pelo assunto visite tb http://necrofilmes.zip.net/